Rafaela Salerno

Como escolher um BOM azeite de oliva?

Como saber se estou consumindo um BOM azeite de oliva?

Como selecionar… 🫒

1. Evite o azeite refinado – tenha preferência pelo Extra Virgem: é um azeite em que as azeitonas foram apenas prensadas, não passaram por nenhum processo químico para a extração da gordura.

2. Embalagem de vidro escuro e protegido da luz: as substancias toxicas presentes no plástico tem muita afinidade com o óleo, se a embalagem for de plástico vai acabar migrando substancias toxicas para o seu azeite. E precisa ser embalagem escura, pois o azeite, como todos os outros óleos e gorduras oxidam na presença de luz. (A oxidação proporciona o aspecto “rançoso” do azeite/óleo).

3. Acidez 0,80% (ideal ≤ 0,30) – Um bom azeite sempre apresentará uma acidez baixa. Inclusive este dado não consta nos rótulos produzidos na Europa, pois lá o azeite somente é classificado como Extra Virgem após passar por um rigoroso teste sensorial nos Painéis de Degustação.

4. índice de peróxidos sempre menor 20, – ideal é menor 15. Mede o estado de oxidação inicial de um azeite.

5. Olhe a data de validade: consumir em um prazo de aprox. 12 a 18 meses.

6. Dê preferência aos envazados no mesmo país de produção.

Observar os 3 primeiros números do Código de barras 789 – Brasil

780 – Chile

779 – Argentina

800 e 830 – Itália

🫒Extra:
Varie de marca para obter todos os compostos benéficos. O azeite de oliva é uma excelente fonte de compostos antioxidantes benéficos à saúde. Seus polifenóis conferem ao óleo um sabor diferenciado e ainda ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias.

1. Verifique a data de produção e a validade do azeite de oliva

A primeira coisa que você deve verificar ao escolher um azeite de oliva é a data de produção e a validade. O azeite de oliva é um produto perecível, e sua qualidade começa a diminuir assim que é produzido. Portanto, quanto mais recente a data de produção, melhor. Certifique-se de que o azeite que você escolher tenha uma data de validade que seja pelo menos um ano a partir da data de compra. Consumir em um prazo de aproximado de 12 a 18 meses. 

2. Conheça o tipo de azeite de oliva

Existem vários tipos de azeite de oliva disponíveis no mercado, cada um com sua própria qualidade e sabor. Os principais tipos de azeite de oliva são:

  • Azeite de oliva virgem extra: este é o azeite de oliva de maior qualidade, produzido apenas com a primeira prensagem das azeitonas e com acidez inferior a 0,8%.

  • Azeite de oliva virgem: também é produzido com a primeira prensagem das azeitonas, mas com acidez um pouco mais alta, entre 0,8% e 2%.

  • Azeite de oliva refinado: é produzido a partir de azeite de oliva virgem ou virgem extra que não atende aos padrões de qualidade e, portanto, é refinado com produtos químicos e tratado para remover quaisquer sabores ou odores indesejados.

  • Azeite de oliva misto: é produzido a partir da mistura de azeite de oliva virgem e refinado.

3. Verifique a origem do azeite de oliva

A origem do azeite de oliva também é importante ao escolher um produto de qualidade. Os países que produzem azeite de oliva de alta qualidade incluem Itália, Grécia, Espanha, Portugal e Tunísia. O azeite de oliva produzido nesses países é geralmente mais fresco e de melhor qualidade do que o produzido em outros lugares.

 Dê preferência aos envazados no mesmo país de produção.

Observar os 3 primeiros números do Código de barras:

789 – Brasil

780 – Chile

779 – Argentina

800 e 830 – Itália

 

Exemplo na imagem:

4. Experimente diferentes marcas de azeite de oliva

A melhor maneira de escolher um azeite de oliva de qualidade é experimentando diferentes marcas e variedades. Você pode procurar degustações em lojas especializadas ou até mesmo participar de cursos de degustação de azeite. Isso ajudará você a desenvolver um paladar mais refinado e a escolher um azeite de oliva que atenda às suas preferências.

5. Verifique a embalagem do azeite de oliva

O azeite de oliva deve ser armazenado em um recipiente opaco, de preferência uma garrafa de vidro escuro ou lata. Isso ajuda a proteger o azeite da luz, o que pode acelerar a deterioração. Certifique-se de verificar a embalagem para garantir que ela esteja lacrada e que não tenha sinais de vazamento ou deterioração.

 

Além disso, escolha um tamanho de garrafa que você possa usar dentro do prazo de validade do azeite. A exposição ao ar também pode afetar a qualidade do azeite de oliva, portanto, escolha uma garrafa com um bico que permita um controle preciso do fluxo.

6. Verifique a acidez do azeite de oliva

A acidez é um indicador importante da qualidade do azeite de oliva. Quanto menor a acidez, melhor a qualidade do azeite. O azeite de oliva virgem extra deve ter uma acidez inferior a 0,8%. Verifique o rótulo do azeite de oliva para ver a acidez indicada. Alguns fabricantes de azeite de oliva também indicam a acidez na descrição do produto na embalagem.

7. Verifique se o azeite de oliva é orgânico

Se você está procurando um azeite de oliva mais saudável, considere escolher um que seja orgânico. Isso significa que o azeite de oliva foi produzido sem o uso de pesticidas ou outros produtos químicos. Alguns azeites de oliva orgânicos também são produzidos usando técnicas de agricultura sustentável, o que pode ser melhor para o meio ambiente.

Resumindo...

Escolher um bom azeite de oliva pode parecer complicado, mas seguindo essas dicas simples, você pode encontrar um produto de qualidade que atenda às suas necessidades. Lembre-se de verificar a data de produção e validade, conhecer o tipo de azeite de oliva, verificar a origem, experimentar diferentes marcas, verificar a embalagem, verificar a acidez e considerar se o azeite de oliva é orgânico. Com um pouco de pesquisa e experiência, você pode encontrar o azeite de oliva perfeito para suas receitas favoritas.

Rafaela Salerno

Rafaela Salerno

Natural Chef 👩🏼‍🍳 | Estudante de Nutrição 📚

Uma vegetariana que gosta de treinar bastante, comer bem e se nutrir de forma saudável. Tudo isso sem precisar consumir produtos de origem animal.

Acredito toda mudança começa no fundinho de cada pessoa que realmente quer fazer alguma diferença.✨

Rafaela Salerno

Rafaela Salerno

Natural Chef 👩🏼‍🍳
Estudante de Nutrição 📚

Uma vegetariana que gosta de treinar bastante, comer bem e se nutrir de forma saudável. Tudo isso sem precisar consumir produtos de origem animal.

Acredito toda mudança começa no fundinho de cada pessoa que realmente quer fazer alguma diferença.✨

Compartilhe nas mídias:

Comente o que achou:

Categorias

Mais pesquisado:

DOMINANDO MINHA PRÓPRIA DIETA

Aprenda a montar sua dieta de acordo com seu corpo, idade, altura e necessidades individuais.

Descubra a alegria e o poder de personalizar sua dieta com o “Dominando Minha Própria Dieta”.

Mesmo que você esteja partindo do absoluto zero sobre nutrição e alimentação, com ele você irá aprender a montar sua própria Dieta, considerando seus gostos pessoais e hábitos alimentares.

Sim, você pode criar seu plano alimentar com total autonomia, eu estou aqui para mostrar como. Curioso? Clique em “Saiba mais”

plugins premium WordPress